terça-feira, 20 de outubro de 2015

Eu, barco

Tu és oceano, moço!
Com olhos profundos
Ressaqueando
Me puxando pra dentro deles
Teu cheiro é brisa.
Teus braços, ondas
Que me arrastam
E devastam meus sentidos
Em teus beijos, flutuo
Em teu colo, mergulho
Em teu corpo, navego
E, na imensidão do seu sorriso,
Me perco.

Lola Candeias